terça-feira, 16 de junho de 2015

BSB - A Saga

Quando anunciaram que os Backstreet Boys viriam novamente para o Brasil para fazer shows eu fiquei radiante! Eles fazem parte da minha vida, da minha história, estão há 22 anos na estrada e eu, como boa fã, queria vê-los de novo. Já fui em outros 2 shows deles ok, mas cada vez é única e da última o Kevin nem estava! Não podia perder essa chance!

No dia da venda dos ingressos levantei cedinho, e consegui comprar os ingressos, que aliás acabaram em 5 horas aqui em Sampa e, por conta disso, eles anunciaram mais 2 shows extras! Por conta da pouca grana, comprei na pista normal. Obviamente que me arrependi e queria a Vip né, mas falaremos disso mais tarde.

Como Murphy é um grande filho da puta mãe, e me persegue por toda vida, obviamente que o dia do show traria alguns inconvenientes, conforme veremos a seguir:

Na madrugada de sexta estava eu na sala vendo TV quando minha irmã surge na porta do nosso quarto, com cara de choro e diz: "tô passando mal, com muita dor de estômago!" Eu dei a ela um Buscopan e pensei: daqui a pouco ela dorme e fica tudo bem. Ledo engano! A bicha começou a passar mal mesmo, com diarréia e vômito e eu não conseguia dormir. O fato é que eu sou hipocondríaca (agora menos que antes, mas ainda sou) e, sempre que alguém passa mal perto de mim, eu logo acho que vou passar mal também! Não me perguntem de onde vem esse pensamento absurdo, mas a primeira coisa que me passou na cabeça foi: “se for virose é certeza que eu vou passar mal também” seguido do seguinte pensamento: “e se eu passar mal NÃO VOU CONSEGUIR IR NO SHOW!” Sim sou maluca mas o que posso fazer?
Só sei que passei a noite acordada com ela e, lá pelas 4:30h mamãe acordou e foi cuidar da minha irmã. Eu consegui dormir das 4 e pouco até às 6h. Acordei e GUESS WHAT?: comecei a sentir dor de barriga! JURO!!!! Mas o fato é que minha dor de barriga era totalmente emocional, porque passei a noite toda tão preocupada com o fato de talvez não ir ao show, que meu coração ficou a maior parte do tempo disparado. Logo, senti dor de barriga de nervoso! Passei a manhã entre idas ao banheiro mas, graças AO PAI à tarde já estava melhor! Foi só um susto!

Consegui dormir 2 horinhas à tarde porque a ansiedade tava pegando forte! Muita vontade de ver meus meninos lindos!!! Fui pro Citibank Hall lá pelas 8 da noite porque minha amiga trabalhou durante o dia e eu estava esperando por ela. Cheguei lá e logo comprei uma faixinha dos BSB! Sim, eu tenho 15 anos de novo, e daí? Encontrei minha amiga, pegamos fila pra entrar e, por conta disso, só entramos uns 30 minutos antes do show. Melhor assim porque não deu tempo de ficar naquela ansiedade olhando pro palco. Às 22 horas eles entraram no palco, cantando The Call (uma das minhas preferidas), vestindo seus ternos azuis e GENTE QUE MOMENTO! Eu fiquei arrepiada, chorosa, pulando, gritando, cantando tudo ao mesmo tempo! Meu coração disparou e achei que ia enfartar então parei apenas com os pulos, o resto deixei rolar!
O show foi incrível, eles são muito simpáticos e fofos! Achei um lugarzinho onde eu conseguia ver o palco e gente, os meninos estão fortinhos viu! Cada bração tatuado, afe!!! 
Eu perco a linha em shows (me juguem) então fiz de um tudo: dancei coreografia, gritei pro Nick casar comigo (talvez ele não tenha escutado), mandei uma infeliz abaixar um cartaz que ela levou e estava tampando minha visão (acho que essa também nem me ouviu), eu a minha amiga cantamos abraçadas, gravei Snaps, tirei algumas fotos, enfim...me diverti muito! Eles dançando Everybody com camisas do Brasil foi tão lindo!
Aquelas 2 horinhas com os BSBs valeram cada centavo que eu paguei e como o Brian disse que eles vão voltar, talvez no ano que vem, e eu acredito muito no Brian, já vou comprar um porquinho e começar a poupar porque no próximo vou de pista vip, quero nem saber!!! Dá um nervoso ver que tem gente lá pertinho e eu, com meus 1,50m, tentando ver apenas uma brechinha! Eu só pensava que queria ter super poderes para passar por cima daquela gente e chegar pertinho deles! Dá próxima vez vou de VIP, pode anotar aí!!!

Na hora de ir embora, como não podia deixar de ser, passei outro perrengue! Fui pedir taxi no app 99Taxi e simplesmente o app não funcionou! Aparecia que não tinha taxis nas redondezas e quando me dei conta que ia ter que pegar um táxi na rua mesmo, quedê eles? Já tinham saído com outros passageiros! E os que estavam por lá, bandidos, não queriam me levar porque minha casa fica perto do Citibank, a corrida dá no máximo 20 reais! Os caras escolhem quem vão levar!!! Resultado: fiquei 50 minutos para conseguir um carro pra me levar em casa! Graças a Deus achei um senhorzinho gente boa que topou me levar.

Cheguei em casa mega cansada, com meus pés doendo, mas ainda usando minha faixinha de cabelo! E com a sensação de que, apesar dos percalços que esse dia me trouxe, TUDO VALEU MUITO A PENA!

BACKSTREET’S BACK ALL RIGHT!!!




quarta-feira, 10 de junho de 2015

As 10 Coisas mais Legais do Meu Mundo!

Fui indicada pela menina do So Contagious (olha que honra!) para participar desse meme sobre as 10 coisas mais legais do meu mundo. Aproveito para indicar as Migalindas Taryne e Dedê, que aliás abandonaram seus blogs né! Tô de olho! Bora pras respostas:

1- Decoração: Clean?

Esse item decoração eu vou meio que passar batido porque afinal de contas nunca sequer parei para pensar nesse assunto. Talvez um dia quando eu tiver uma casa bacana eu pense sobre isso. Mas eu diria que gosto de decoração clara, sem tantos detalhes e com bastante claridade, luz!


2- Livro: Série Mortal

Eu gosto bastante de Nora Roberts, embora às vezes ela me canse com aqueles romances muito açucarados. Mas aí quando Nora Roberts resolveu escrever, usando o pseudônimo de J. D. Robb, uma Série chamada Mortal, aí eu me apaixonei de vez por ela! Essa é uma série que acontece no futuro, em meados do ano de 2054, e conta basicamente a história da Tenente Eve Dallas e seu marido Roarke. Eles se conhecem no primeiro livro, depois se casam e a Tenente tem vários casos difíceis para resolver, e o marido sempre acaba se envolvendo nos casos. A série é muito boa e é infinita! Acho que já estamos no 20º livro and counting. Mas recomendo a todos que gostem de histórias policiais, regadas a amor e sexo, e com muito suspense envolvido.


3- Viagem: Serras Gaúchas

Meu sonho de vida é viajar para fora do país, mas enquanto não tenho essa oportunidade, sempre que posso viajo por Terras Brasileiras mesmo. E posso dizer, sem errar, que minha melhor viagem foi para as Serras Gaúchas no Rio Grande do Sul Tchê! Eu sou uma pessoa do frio, amo comer, amo doces e amo gente educada com sotaque gostoso, e todos esses ingredientes encontrei nessa viagem! Foram dias maravilhosos, de fato. Adoraria muito poder voltar pra lá. Quem sabe...


4- Música: I don't wanna miss a thing – Aerosmith

Escolher apenas uma música preferida é muita sacanagi! Não consigo pois amo muitas músicas. Então neste momento vou citar essa do Aerosmith que é uma música tão linda que tenho vontade de chorar toda vez que escuto! Acho a letra maravilhosa, a melodia....e ainda foi tema de Armageddon que é um dos filmes que mais gosto (já assisti milhões de vezes, sei as falas!)


5- Sapatos: Sapatilha

Se tem um negócio que me deixou feliz pra caraca foi quando inventaram a moda das sapatilhas! Porque no passado se você quisesse usar sapatos baixos ou eram aqueles de tiazinha tipo Confort ou era tênis. E convenhamos que não dava para ir trabalhar como secretária usando tênis né? Então lá nos meus 20’s eu usava salto pra tudo quanto é lado e vivia com dor nas pernas. Aí veio a moda das sapatilhas! Amo tanto! São confortáveis, lindinhas, e a gente pode usar para qualquer ocasião. Essas que dobram são as minhas preferidas!


6- Maquiagem: Avon?

No mundo existem várias marcas de maquiagem super tops. Mas o fato é que, como ainda não tive a oportunidade de viajar para fora e ter a minha disposição as melhores marcas com preços não tão altos, sigo usando marcas nacionais na minha pele. E das marcas nacionais a que mais gosto é a Avon. Acho que eles investem muito em tecnologia, hoje em dia já fabricam algumas maquiagens bem modernas (e caras) e até o momento têm suprido a minha necessidade. Quando eu tiver oportunidade de adquirir produtos importados e melhores, o farei. Mas por enquanto a Avon têm se saído bem por aqui!


7- Ídolo: Rogério Ceni

Eu amo futebol desde sempre e se tem um cara que me dá alegria de ver jogando é Rogério Ceni. Quem não é são paulino normalmente o detesta, mas para mim que sou são pauliníssima vejo no Rogério o que eu gostaria de ver em todos os jogadores que vestem a camisa do meu time: vejo paixão, amor, dedicação, vontade de vencer. Vejo um cara que realmente luta pelo time e que fez desse clube sua casa, sua vida. Apesar de amá-lo de paixão, sei que chegou a hora dele parar. 42 anos para um jogador de futebol realmente é muito. Mas serei sempre grata a tudo o que o Rogério fez pelo São Paulo e acho que será um jogador insubstituível. Mas tenho fé que ele continue atuando no São Paulo, nos bastidores, na Diretoria ou, quem sabe um dia, como técnico!


8- Doce: Brigadeiro!

Amo doces! Essa é uma pergunta muito difícil de responder porque doce é a melhor coisa do mundo. Mas hoje escolhi o brigadeiro! Acho que é uma das maiores delícias dessa vida. Quando inventaram aquelas lojinhas de brigadeiros nos shoppings foi uma alegria muito grande para mim, porque como se não bastasse o tradicional brigadeiro já ser incrível, eles inventaram brigadeiros “gourmet” de Leite Ninho, de Ovomaltine, de chocolate meio amargo e etc! Afe que coisa mais deliciosa!


9- Foto: A Gente!

Essa foto é meu orgulho particular porque fui eu que tirei! Olha prA Gente! Olha essas carinhas! Em plena praia de Copacabana, pós Chá de Couth, todas imensamente felizes por estarem vivendo esse momento! Acho essa foto simplesmente encantadora! Ei Mundo, olha como A Gente é linda!!!


 10- Blog: Minha Vida como ela é

Analu é uma pessoa encantadora e desde sempre acompanho seu blog. Lembro que fazia comentários no Minha Vida Como Ela É mesmo quando a gente ainda não se conhecia (lá numa outra vida, que nem lembro mais como era). Achei Analu através do blog da Rê, elas eram amiguinhas e eu meio que ficava com invejinha! Aí graças a Rê também, fui introduzida na Máfia e bom, depois foi só alegria!
Acho os textos da Analu tão incríveis! É uma das escritoras mais inteligentes que eu conheço (ao lado de Anna Vitória). E uma das amigas mais especiais que a vida me proporcionou! Amo você Bananoca!


(Mas gostaria de deixar claro que amo o blog de todas vocês amigas! )

quinta-feira, 28 de maio de 2015

A Canjica!

Antes de começar esse post devo alertar sobre dois itens:

1- Eu ando numa fase bem down. A vida tá uma merda toda errada e, vivo chorando por coisas banais.


2- Eu ODEIO côco ralado! Durante muito tempo eu dizia que não gosto de côco num geral, mas não é verdade, uma vez que tomo água de côco, como bolo de côco de caixinha, bala de côco de aniversário, coisas que tem leite de côco... então percebi que meu problema mesmo é o tal côco ralado. Aquela coisinha de mastigar é que me tira do sério.


Agora vamos ao relato: no domingo da semana passada eu estava com vontade de comer canjica. Pedi pra mammys e ela me disse que não tinha leite de côco, então compraria durante a semana e faria minha canjica no domingo seguinte.
Na semana fomos passear e lembrei de passarmos no mercadinho pra comprar o leite de côco. No sábado eu cobrei a canjica e mamãe me pediu que lembrasse no domingo cedo de colocar de molho. Domingo cedo eu: MÃE, NÃO ESQUECE DE COLOCAR MINHA CANJICA DE MOLHO!!! E até aí beleza, a canjica estava a caminho.


À tarde eu estava deitadinha e comecei a ouvir o barulho da panela de pressão (OBA!). Quando eu estava começando a tirar meu cochilo mamãe gritou: A CANJICA TÁ PRONTA!!! Gente, para eu abrir mão do meu cochilo tem que ser um motivo muito relevante, porque se tem algo que eu amo fazer é dormir. Mas minha vontade de canjica era tanta que prontamente me levantei para pegar minha cumbuquinha de canjica. Preparei o celular pois obviamente ia fazer um Snap do meu momento feliz comendo minha canjiquinha, dei a primeira colherada e... WHAT??? 


Minha mãe colocou CÔCO RALADO na minha canjica! Ela nunca fez isso na vida toda, não sei o que deu na cabeça dela. Eu olhei pra ela e falei: “você colocou côco ralado na minha canjica?” E ela: “ah é só um pouquinho que estava na geladeira...”


Pensem numa decepção!!! 
Em outro momento eu ficaria puta, xingaria mas deixaria passar. Mas nesse momento de tristeza e chateações, eu simplesmente comecei a chorar! Chorar por causa da canjica, que esperei a semana toda pra comer, e não comi! Fiquei o restante do domingo sem falar com a minha mãe. Entrei na minha bolha, botei meu fone de ouvido e passei o resto do dia isolada e triste.


Depois disso o assunto canjica não voltou mais a tona aqui em casa, mas confesso que, secretamente, estou esperando que, no próximo finde, mamãe se retrate e faça uma nova canjica SEM CÔCO RALADO pra mim. Aguardemos!


domingo, 17 de maio de 2015

A Gente!

Pela primeira vez em vários anos eu viajei para um Encontrão! Sempre recebi  as gurias aqui em Sampa, no meu habitat, mas dessa vez me aventurei pelas terras cariocas para encontrá-las. Vejamos como foi:

A ida
Fui para o aeroporto bem mais cedo para poder encontrar com Anna e Tary que fariam conexão em Congonhas. Puxa vida, não lembrava que Anna Vitória era tão alta gente! Encontrei com as duas, papeamos enquanto esperávamos nossos voos. A coisa começou bem!

O voo
Confesso que me senti tão adulta do alto dos meus 3.6 pois foi a primeira vez que peguei um voo sozinha. Não sou uma pessoa que viaja muito (infelizmente minha condição financeira não permite) e todas as vezes que viajei estava acompanhada da minha família. Dessa vez tive que encarar o medo sozinha! Voar não me causa pânico,mas também não me causa boa sensação. Olhei bem para cada passageiro e pensei: “pessoas, vocês que vão morrer comigo caso o avião caia, ou viverão comigo na Ilha de Lost, vai saber!” Graças a Deus o avião não caiu e eu cheguei bem vivinha ao Rio de Janeiro!

A chegada
Fiquei perdida lá no Galeão procurando as gurias e fui resgatada por Passarinha! De cara me encontrei com Iralinha e Sharon Xará que eu sequer conhecia pessoalmente, mas como já esperado, parece que já nos conhecíamos a milênios! Ficamos lá de papo até a chegada de Analu e Tary para irmos ao nosso apê! Claro que chamamos a atenção de um ser humano que estava sentado próximo a nós, que quis saber o que era aquele encontro e tal. Qual a possibilididade de estarmos em um local público sem chamar a atenção de estranhos? Nenhuma óbvio! As meninas chegaram e seguimos no Freixcão para o nosso apê! Esse trajeto demorou pacas e nossos estômagos clamando por comida!

O Apê
Chegamos no apê e encontramos Giu, Mimi e Anna esperando por nós! Que delícia essa vida, vivendo num apê chique e rodeada de amigas queridas! Demos um jeito na fome com lanches do Bob´s e partimos para a arrumação da festa. Rafinha chegou do show do Ed e juntou-se a nós! Enrolamos docinhos, as meninas cantaram bastante, fizemos muito barulho até incomodar o velhinho do andar de baixo, enfim, tudo dentro da normalidade!!  Dormir pois amanhã o dia será longo!

O Chá
Acordamos, tomamos café juntinhas, e terminamos de arrumar o Chá de Pinto Lingerie da Couth! Estávamos todas comportadinhas vestindo nossos sutiãs trajes especiais e aguardando a nossa noiva chegar! Quando ela chegou foi bem legal, a cara dela de “WHAT???” e a primeira pergunta: “Quem mora aqui?” tipo, "vocês invadiram um apê ou o quê??" Ah Couth que amor! O chá foi ótimo, nos divertimos muito, bebemos, comemos, chupamos canudos de pintos inovadores e enfim, foi muito gostoso!

A praia
Depois fomos para a praia. Estava frio amigos, mas quem liga? Ficamos lá deitadinhas na areia, apenas curtindo nosso momento e QUE MOMENTO! Dessas coisas que acontecem nas nossas vidas e que no futuro contaremos aos nossos filhos!

A Feixta
Voltamos pro apê, demos uma descansadinha, comemos pizza, e nos arrumamos para a festa Bagaceira! Gente que delícia de festa! Estava mega lotado, no começo tivemos problemas de adaptação com os animais disfarçados de homenzinhos de merda, mas depois tudo ficou ótimo. Vou dizer um negócio procês: poucas coisas na vida são tão libertadoras quanto dançar abraçadas em círculo a famosa canção: VAMO PULÁ de Sandy e Junior! Inigualável! E toda a noite foi maravilhosa ao som de músicas trash e na companhia das princesas mais lindas que este mundo já teve conhecimento! Sim, desculpa mundo mas A Gente é Muito Linda! Voltamos pro apê só o pó. Não fui ver o nascer do sol na praia com as gurias porque juro, não tinha mais forças para mexer as pernas! Fui dormir às 6h, ou seja, foi um dia de praticamente 24 horas no ar! Quando foi a última vez que fiz isso na vida? Não sei!

A Urca
Acordei ao meio dia com mammys me ligando! Mammys é tão fofa que adivinhou que a gente precisava mesmo acordar em algum momento né! Fomos no shopping almoçar e bom, tive um pequeno contratempo nesse momento pois eu achei que ia morrer de dor de cabeça. Até hoje não entendo por que não tomei uma Neosaldina assim que acordei e percebi a dor, por que esperei até a hora do almoço para me medicar. Achei que ia desmaiar de tanta dor. Mas depois, graças ao Crixto Redentor, e dos cuidados das eficientes Palominha, Mimi e Giu, melhorei! De lá partimos para a Urca e gente, QUE LUGAR! Tiramos muitas fotos, aproveitamos aquele momento de carinho e amizade que existe entre nós, só não vimos o Roberto Carlos mas tudo bem, não era mesmo nosso objetivo! Ahaha! Depois disso fomos de ônibus para a Cultura, ficamos lá de bobeira papeando, deitadinhas no carpete, coisas que costumamos fazer na Cultura aliás! Depois fomos de Metrô para casa (utilizamos todos os meios de transporte disponíveis na cidade porque somos dessas!)

A Noite
Comemos o melhor sanduíche de carne do Universo no nosso apê e ficamos lá jogando, rindo muito pra variar e aproveitando a nossa noite. Comemos aquele bolo maravilhoso de Morango juntamente com o nosso Champanhe Sidra Chandon e nos preparamos para o nosso último dia juntas (que triste!).

O Sol
Acordamos cedinho para nos despedir de Iralinha e algumas de nós (as que não são tão preguiçosas, no caso!) foram aproveitar o sol carioca nas areias de Copacabana! Que momento migos! Um calor gostoso, aquele mar convidativo, aquela gente bonita! Aproveitamos a praia até umas 11 horas porque infelizmente precisávamos ir embora do nosso apê. Na volta ainda fui com Couth comprar um souvenirs para a família, afinal sou turista meu, me deixa!
Depois que entregamos o nosso apê, fomos almoçar e aproveitar nossos últmos momentinhos juntas! Conhecemos a Vovó Pudim, fizemos uma horinha lá na casa de Couth e tivemos que nos despedir.

A Volta
Fui pro aeroporto com Sharon e Anna, ficamos mais um pouquinho juntas e depois nos despedimos rumo aos nossos lares. Engraçado que meu Encontrão começou com Anna Vitória e terminou com Anna Vitória! Que amor!
Meu voo de volta foi bem ruim, o avião estava congelando (talvez por isso eu tenha pego um gripão na sequência) e enfim cheguei de volta pra minha casinha, pro meu mundinho, esperando ansiosamente o nosso próximo Encontrão!

(Fiz esse resumão em forma de diário para que, no futuro, eu mesma possa ler e lembrar de cada momento que passei com vocês!)

Recadinhos do Coração:

Anna: obrigada por ser minha parceira de aeroporto! Fiquei muito feliz de ter te encontrado de novo, depois de tanto tempo né! Estava com saudade de sua companhia encantadora e da sua beleza estonteante (vai ser bonita assim lá na China, pfvr né!). E obrigada pela dica do sapatinho baixo na festa, foi fundamental! Te amo Ruiva Gata!

Tary: que saudades estava de você, embora a gente tenha se visto a pouco tempo aqui em Sampa. Obrigada por ter sido minha companheira no nosso quarto Yoga Sexy, por ter topado se mudar de vez pro apê comigo (a gente bem que tentou se apossar do guarda-roupa né) e por ter sido tão fofa e tão companheira nos nossos papos. Não vai se mudar pra Irlanda não tá? Senão a gente vai ficar ainda mais tempo longe! Te amo Loira!

Passarinha: na primeira vez que te vi você ainda era uma Pássara tímida e quietinha, mas mesmo assim já era apaixonante. Mas agora, que você virou essa Ave livre e independente NOSSA! Que Mulher!! Minha querida obrigada por nos buscar, por cuidar de nós, por ser essa pessoa incrível que ajudou a cuidar de mim no shopping e quero você na minha vida pra sempre! Te amo Pelé!

Iralinha: eu não tinha dúvidas que ia amar você a primeira vista, mas gente! Que pessoa incrível! Nunca vou esquecer sua corrida sexy tirando a camiseta e muito menos a sua empáfia ao afastar os “homi inconveniente” na nossa balada! Ó rapidão: te amo viu coisinha! Mas vá devagar viu?

Sharon Xará: Xarazinha meu amô, você ficou tão quietinha nesse Encontro! Mas eu te entendo viu, é muita informação no primeiro Encontrão! No meu primeiro acho que também fiquei assim! Espero que você tenha curtido estar com a gente, porque eu, pelo menos, amei te conhecer! E espero que a gente ainda tenha muitos outros momentos juntas! Te amo Xará!

Analu: espero que você saiba o quanto eu amo passar um tempo com você, ainda que em alguns momentos eu precise te dar bronca! Mas você sabe que é a bronca mais amorosa que eu consigo dar né, e que por sinal, não tem autoridade nenhuma! E não esqueça que, no próximo evento da Máfia, precisamos consultar a AMPE (Associação de Moda para Eventos) para saber se estamos vestidas adequadamente okay? E ó: sem você nada disso aconteceria, você sabe disso né? Te amo Banana!

Mimi: puxa vida, que mundo estranho esse onde a gente mora na mesma cidade e eu precisei pegar um avião e ir até a sua terra pra te ver! Muita saudade de você viu! Que momento andar de ônibus no Rio ao seu lado! Podemos repetir mais vezes? E dá para parar de ser tão incrivelmente linda? Todas as fotos em que você está ficaram um arraso!! Te amo Mimi, vamos na Paulista amanhã?

Giu: querida Giuliana Rebecca, já te falei pessoalmente o quanto eu me encantei com você né? Com 23 aninhos e toda essa atitude! Me senti muito bem cuidada por você! E aquela marra toda contra os homi inconveniente na festa? E a preocupação de ir buscar nossas bebidas? E toda a dedicação de cuidar do nosso apê? Puxa vida, quero muito que você permaneça na minha vida pra sempre! Te amo muito Giu! (inclusive talvez eu não abandone Grey’s só por sua causa tá!)

Fitcha: eu já sabia que você era um mulherão mas olha! Tá de parabéns viu! O mais engraçado é que você tem muita cara de Princesinha sabe, mas aí tem aquele vozeirão e aquela atitude de mulherão! Fiquei apaixonada!! Obrigada por ser tão querida, tão especial, tão maravilhosa. Espero que tenha sido o primeiro de muitos encontrões com a gente, adoraria, inclusive, ter te conhecido antes! Te amo Rafinha!

Couth: gostaria de dizer que você é a melhor noiva do mundo! O tipo de pessoa que a gente quer ser quando crescer, que tem o noivo mais legal do mundo (o Rei do Gado) e que não se faz de rogada em ir passar o final de semana com as amigas, sem precisar de mimimi porque está noiva e tal. E ainda arrasar na balada, de véu e tudo, além de, claro, fazer dança sexy na companhia de Alejandro! Eu só tinha te encontrado uma vez e adorei que a gente pôde passar mais um tempinho juntas! E olha, tenho certeza que você e MB vão ser infinitamente felizes porque vocês são praticamente um só, o mesmo jeito de falar, a mesma calma...um casal que dá gosto de ver! Te amo Couth  e obrigada por ser você!

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Top 10 de Melhores Séries – Final

7- Lost (2004-2010)


“Previously on Lost...” Quando aquela voz tenebrosa soltava essa frase no início de cada episódio, já dava um frio na espinha! Lost era uma série tão cheia de suspense e medo que por vezes tive dificuldade de dormir após assistir a seus episódios.
Lembro que, nessa época, eu trabalhava na agência de propaganda e, Lost era um vício geral. Se não me engano passava aos domingos e, na segunda cedinho, alguém já baixava da internet e disponibilizava aos demais. Como tínhamos 1:30h de almoço, dava pra assistir nesse horário. Era o maior barato: a galera de frente pro computador, com fones de ouvido, assistindo aos episódios. Às vezes chegava alguém de uma reunião externa dizendo: “não comentem o episódio de hoje pois ainda não assisti!” Era realmente uma febre!
As primeiras temporadas foram muito boas, depois começou a dar uma viajada na maionese. Até hoje não sei bem se entendi o final daquele trem doido, mas eu acho que toda essa maluquice fez da série o sucesso que foi. Tenho todas as temporadas em DVD e tô tentada a ver tudo de novo pela terceira vez!
Shippava demais Jack e Kate mas, o casal que eu especialmente amei foi Sawyer e Juliet! Fiquei tão trsite quando ela morreu.

8- Grey’s Anatomy (2005-atual)


Como disse anteriormente tive um pouco de receio de ver Grey's pois amava E.R. e tive medo de odiar Grey's por conta da inevitável comparação. Mas foi só assistir uns 2 episódios aleatórios na Sony que, prontamente, adquiri as primeiras temporadas em DVD para poder acompanhar desde o começo. Grey's tem todo aquele drama envolvido e por várias vezes me fez sofrer. Mas talvez eu goste do sofrimento pois nunca consegui abandonar a série, nem quando meus personagens preferidos se foram.
Confesso que nunca fui muito fã de Meredith. Talvez apenas na segunda temporada eu tenha gostado muito dela, mas sempre tive uma canseirinha daquela coisa dela ser a estupenda, a maravilhosa, a que nunca erra, enfim. E até a voz dela nas primeiras temporadas me irritava! Talvez por isso que eu tenha amado Lexie Grey desde o primeiro momento! Porque ela era a irmã bastardinha que Meredith custou a aceitar. E Lexie e Mark sempre foi meu casal preferido da série. Fiquei completamente arrasada com a morte deles.
Eu já peguei preguiça de Grey's há algum tempo, e depois que Yang saiu achei que a série perdeu muito. Essa turma nova de internos nunca me conquistou, não gosto de April e acho que ela ganhou muito destaque nesses últimos tempos, amava Calzona mas por alguma razão desconhecida Shonda resolveu que elas não deveriam ficar juntas e a irmã de Derek não me desce pela goela. Acho que dos novatos só a Maggie me conquistou. E depois dessa gota d’água da morte do Derek realmente pra mim já deu. Vou terminar essa temporada e adeus. Não vai ser a primeira série que abandono e, já que Shonda com sua arrogância e estrelismo não está sabendo a hora de parar com dignidade, então cabe a mim abandonar esse barco (infeizmente).

9- The Big Bang Theory (2007-atual)


Não sou muito de comédia, prefiro as séries mais sérias e/ou dramáticas, mas The Big Bang Theory me conquistou num grau que não consigo ficar sem essa turma pra animar minha vida. Sou tão apaixonada por Sheldon que seria capaz de namorá-o! Acho que a série tem um humor muito inteligente, gostoso de ver e fico gargalhando a cada episódio. E uma coisa bem interessante é que, mesmo os personagens secundários, são muito bons. Inclusive depois que a Amy e a Bernadette ficaram fixas, a série melhorou bastante!
Um episódio marcante que, se eu assistir mais 30 vezes vou rir mais 30 vezes, é aquele de Sheldon dentro da piscina de bolinhas dizendo BAZINGA! Só de lembrar já estou rindo!

10- Revenge (2011-atual)


Revenge é uma série que eu gosto muito. A primeira temporada foi boa, a segunda foi uma bosta, mas à partir da terceira acho que a série melhorou bastante e estou gostando da sequeência dos fatos. Mas, como nada é perfeito, as mortes de Aiden e Daniel me deixaram bastante aborrecida! Não entendo esses autores que matam personagens chaves das histórias! De qualquer forma, li boatos na internet de que talvez essa seja a última temporada da série, o que vai ser uma pena para mim. Adoro Emily e Victoria e seu duelo interminável! Vou ficar na torcida para que a série tenha, ao menos, mais uma temporada.

Então esse é o meu top 10 de melhores séries. Antes que me perguntem: não, eu não assisti Friends com fidelidade. Vi alguns episódios esporádicos mas nunca vi a sequência completa. Até gostaria mas são tantos episódios que tenho um pouco de preguiça! Quem sabe um dia!


quarta-feira, 8 de abril de 2015

Sobre BBB!

Bom migos, abri um parênteses na minha relação de Top 10 de Melhores Séries porque precisava muito fazer um post sobre o BBB e, se eu deixasse esse post para a semana que vem, seria inútil, pois na semana que vem, provavelmente, não nos lembraremos mais quem são essas pessoas (RISOS).

Sempre assisto BBB e não me importo nem um pouco com o povo que diz que é ridículo, que quem assiste é burro...Assisto mesmo e gosto! Esse ano achei que foi bom, um povo mais normal, menos modeletes, enfim. Vou falar um pouco da minha opinião sobre cada participante (por ordem de eliminação):
  
Fran: a maior chatiação nesse BBB foi a saída prematura de Fran. Tenho certeza que ela seria uma personagem muito interessante no jogo. Não entendo esse povo que elimina aqueles que podem causar no programa!







Douglas: o que dizer desse rapaz que tomou banho pelado na frente de Mariza e bebeu tanto a ponto de agredir os próprios amigos? Me poupe Douglas!









Marco: o tal jogador de poker era tão chato, mas tão chato! Um estrategista ridículo, que já entrou na casa com informações de fora e que fez a Fran ser eliminada! Tchau Marco, você não tem o meu respeito!

Aline: o que Aline tem de bonita, tem de sem sal e sem açúcar. A moça passou todo o tempo se atracando com Fernando, dizendo ahã para tudo o que ele dizia e se fazendo de boa moça! A maior alegria desse BBB para mim foi a eliminação dela pela Amanda! Todas as enquetes davam como certa a saída de Amanda e vejam só: a loira sem gracinha foi pro beleléu!





Angélica: outra grande perda para o programa. Angélica era forte, com personalidade, falava tudo na cara, resolvia as pendengas frente a frente com o inimigo, e era o porto seguro de Amanda. A saída dela fez o bolo desandar! Torcia muito por ela.  


Talita: começou o jogo muito bem, fez casal com o fofo do Rafael, era querida pela maioria. Aquela briga com o Marco, onde ela soltou a célebre frase: “vazia é o seu rabo” me fez admirar ainda mais a personalidade forte e a falta de medo de se expor. Mas aí perdeu a noção! Começou a perseguir a chata da Mariza, a ser grossa com todo mundo (até com o Rafa) e, como não podia deixar de ser, acabou eliminada. Talitinha poderia ter tido um pouquinho só de bom senso e poderia seguir adiante no jogo.


Tamires: tinha tudo para ir até o final! Era querida de todos, ninguém cogitava votar nela, tinha uma amizade bacana com Amanda, tinha a adoração absoluta de Adrilles. Mas não aguentou o tranco depois de uma noite de bebedeira onde, além de beijar o namorado da “falecida” Talita (cujo corpo nem havia esfriado ainda), se esfregar em Cezar, cair (literalmente) de bêbada e ter que tomar soro na veia, e resolveu pedir pra sair. De um modo geral eu gostava de Tamires, porém fiquei muito brava com ela quando, ao ter o poder de salvar Amanda ou Angélica do Paredão, optou por ficar em cima do muro e salvar Adrilles e Talita! E também ela sabia ser bem chatinha, com aquela choradeira por causa dos kilos adquiridos, ou porque a amiga ganhou a prova de líder já que ela não ganhava nada. Essas coisinhas me deixavam bem irritada! Mas, como tenho coração mole, fiquei triste quando ela saiu!

Luan: eu queria agradecer pessoalmente ao Luan pelo episódio magnífico do MULEKE que ele protagonizou com tanto talento! Aquele foi o melhor dia de BBB, na minha opinião. Nunca ri tanto! Luan era um ser que roubava nugget, roubava bala, roubava pão... mas apesar dos delitos, nunca consegui odiar Luan. Achava tão engraçado aquele ser! Lógico que aquela briga sem noção que ele inventou acabou eliminando-o do jogo, e não tem como te defender né, mas foi um personagem e tanto nesse BBB. Pior de tudo foi ele dizendo ao Bial na saída que “eu fui lá dentro o que sou aqui fora”! LUAN PARE MIGO! VOCÊ ROUBOU TRÊS VEZES DENTRO DO PROGRAMA!!!! Ahahaha!

Rafael: Rafa entrou no BB para mostrar que existe homem perfeito no mundo real! O cara é gato, cozinha, cuida da namorada, é carinhoso, enfim, o cara perfeito! Mas como perfeição não existe, Rafa cavou a própria cova ao beijar Tami 3 dias depois da saída da namorada! Pôxa Rafa, que decepção! No jogo eu o achava meio indeciso, uma hora era do grupo do Fernando, uma hora era do grupo de Angélica, mas com o tempo foi se posicionando melhor na casa. Aí ferrou tudo com essa atitude bizarra de dar em cima da mulher e, pior, dizendo que estava com amnésia alcoólica no dia seguinte e humilhando Tami em rede nacional. Aí já sabe né Rafa, é RUA pra ti querido! A mulherada aqui fora não perdoa esse tipo de tratamento não!

Mariza: nunca gostei, nunca me conquistou, nunca torci. Acho que Mariza se fazia de coitada, era tudo “a velha isso, a velha aquilo” ah pára! Velha onde? 52 anos é velha agora? A única coisa que eu gostava era dos papos com Adrilles. Mas aquela voz dela me irritava profundamente. Porém, no paredão contra o Cezar, torci pra ela porque, ao menos, ela curtiu a casa, brigou, dançou, riu, enfim, se entregou. Gosto de gente que se entrega!



Adrilles: ah Adrilles Jorge! O cara entrou no programa para fazer amigos, quando foi líder disse que não gostou porque teria que indicar alguém, se amarrou na Tamires a ponto de irritar a moça com tantos elogios, idolatrou Fernando, amou Mariza...e no final saiu com uma mão na frente e outra atrás porque não quis "trair" Fernando! Pobre poeta! No início do jogo me irritava muito a vozinha de Zacarias e aquela chatice toda de declamar poema o tempo todo. Porém com o tempo fui até simpatizando com ele.

Fernando: o maior vilão da história dos BBBs. Acho que a partir de hoje o termo “homenzinho de merda” deveria ser substituído por “Fernandinho de Merda”! O cara simplesmente trata as mulheres como objetos de seu prazer, enrolou todo mundo dentro da casa e traiu a mulher a quem propõs casamento em rede nacional. Porém no quesito jogador, tenho que tirar o chapéu para o cara. O BBB é um jogo, isso é fato, e Fernando fez um jogo tão inteligente que simplesmente ganhou o terceiro lugar (50 mil) + 1 carro + 2 lideranças! Ou seja, para um grande vilão ele ganhou coisa pra caramba né!  O jogo dele foi dentro da casa, depois que eliminou a Angélica, conseguiu chegar num patamar onde NINGUÉM cogitava votar nele. Mesmo Mariza, que era uma jogadora muito inteligante também, só percebeu que o cara era um lixo tarde demais. Como jogador nota 10 pra ele, mas como ser humano, nota -2! O jogo que ele fez com a Amanda foi deplorável. Usou a mulher na cara dura e agora, como já esperávamos, já deu a entender que não vai dar sequência nesse relacionamento. Fernando é um exemplo do que não queremos ver num ser humano.

Amanda:  gostei de Amanda desde a apresentação. De cara ela disse que era Umbandista num país preconceituoso onde a maioria acha que Umbanda e Candomblé não passam de lugares para se fazer Macumba! Desde esse momento já gostei dela. Aí ela entrou no jogo e se mostrou uma mulher super carente, de 28 anos, batalhadora, que toca a loja de 1,99 que era do pai já falecido, e já fez amizade com as outras gurias do programa. Mas a história de Amanda começou a virar novela mexicana do SBT, quando, logo de cara, se interessou pelo careca tatuado que, no dia seguinte, a trocou pela Loiraça Belzebu! Pobre Amanda, trocada em rede nacional. A Amanda que nunca ouviu Eu te Amo, a Amanda que esperava ao menos arrumar um namorado dentro do Reality. À partir daí comecei a torcer muito por ela e, quando eliminou Aline, eu fiquei na esperança de que ela pudesse sair do programa milionária. E ela tinha tudo para ganhar já que, o povo brasileiro se sensibiliza com a dor alheia, com as vítimas no BBB. Mas, o que virou a glória para ela dentro do programa, ao mesmo, tempo tirou dela a chance de vencer: Fernando acabou ficando com ela e, dessa forma, ela passou a ser vista como “vilã” junto com ele. Li no Twitter que, em um mundo perfeito, Amanda ficaria com Fernando na casa, ganharia o prêmio e no final daria um beijo na testa dele e diria: “Obrigada querido, mas era só um jogo! Volta pra Aline tá!” Mas como não vivemos em um mundo perfeito Amanda, não só caiu na lábia do canalha, como se apaixonou mais ainda, começou a fazer planos para um futuro com ele e, ficou pra cima e pra baixo com ele com “mô pra lá, mô pra cá”. Confesso que até eu fiquei meio irritada com essa situação.
Mas quem somos nós para criticar Amanda? Quem nunca se apaixonou por um cara todo errado e fez besteira? Só algumas poucas pessoas sortudas que encontram o verdadeiro amor cedo, não viveram isso. Acho que a grande parte da população feminina foi, é, ou será Amanda pelo menos uma vez na vida! Triste realidade, porém verdadeira! Por isso que defendi Amanda com unhas e dentes (aqui em casa todos a chamavam de vagabunda) e torci muito por ela na final. Não ganhou o milhão mas, além dos quase 200 mil que faturou na casa, tenho certeza que terá muitas portas abertas para ela aqui fora. E torço para que ela encontre o amor verdadeiro que ela tanto sonha!

Cezar: o pior participante dessa edição e veja só: o vencedor do programa! Para mim ele é um personagem mal feito, uma mistura de Kléber Bambam e Dhomini, um cara que não se entregou, não viveu, não fez amizade, enfim, simplemente não existiu no programa. O cara passava o dia todo malhando, comendo arroz e feijão no Tá com Nada, conversando com a Estátua e ensaiando mentalmente todas as abobrinhas que ele ia falar com o Bial, cada dia com uma voz diferente, alías. Imaginem uma casa com 15 Cezars!  Seria um imenso marasmo! Mas com o povo brasileiro adora os vitimizados, deu a ele o prêmio de 1 milhão e meio, pois ele se fez de coitado abandonadao na casa e tem uma história de vida cheia de pobreza e necessidades. E que ele seja feliz então. Daqui um ano não lembraremos mais quem foi o vencedor do programa!

Em resumo é isso:
AMEI: Amanda, Angélica, Tamires e Fran (queria ser amiga dessa turma).
ODIEI: Fernando, Marco, Mariza, Douglas e Aline.

Os demais ficam naquele meio termo! 
E agora é discutir esse assunto mais alguns dias, depois esquecer de todo esse povo e em 2016 começar tudo de novo na nova edição do BBB!


terça-feira, 7 de abril de 2015

Top 10 de Melhores Séries - parte 2

4- Sex and the City (1998)


Ai que saudades dessas quarto mulheres incríveis! Sex and the City foi uma série muito importante na minha vida. Na época, coincidentemente, eu tinha mesmo um grupo de 3 amigas (+eu) e não tinha como não se identificar. A gente saía junto todo final de semana e tínhamos mesmo muita coisa em comum com as quatro da série. Eu era a Carrie (embora infelizmente meu Mr. Big na época não tenha vingado), a V. era a Miranda e, acreditem ou não, ela realmente se casou antes de todas e teve um filho! A I. era a Samantha, pois gostava muito de diversão e sexo casual e a T. era a Samantha, sempre em busca de um grande amor. (Achei melhor não divulgar os nomes das minhas amigas porque né...privacidade).
Chorei tanto com o último episódio e, apesar do Big ser um cretino de marca maior, sempre shippei ele e Carrie e acho que tinham mesmo que ficar juntos.
Quando anunciaram o primeiro filme eu surtei de alegria! Fui assistir no finde de estréia! Muito bom poder rever essa galera ótima. Super recomendo que azamigas assistam, tanto a série quanto os filmes!

5- Gilmore Girls (2000)


Gilmore Girls é uma série tão legal, que dá vontade de morar em Stars Hollow e ser amiga de todo mundo, até dos chatos!
Quando eu via as propagandas da série, na época no SBT, com o nome de Tal mão, tal filha (ecati), eu pensava: mano que chato deve ser isso, que série infantil! Aí uma amiga mais velha (tipo uns 45 anos na época) me disse: "você precisa assistir essa série, é muito boa!" Ela me emprestou a primeira temporada e, o amor foi tanto, que eu acabei comprando todas as temporadas!
Que saudade de Lorelai e Rory se entupindo de doces (sem nunca passar mal), de Luke com sua tradicional rabugisse, de Mamãe e Papai Gilmore que tinham cenas incríveis, dos namorados de Rory, do Chris que eu achava tão charmoso, e até dos personagens secundários Kirk, Sookie, Michel e Miss Patty!
Eu sei que o Luke sempre foi apaixonado pela Lorelai e que ele era o par oficial dela, mas como eu amava o Chris! Sempre digo que queria um final com triângulo amoroso ali porque não consigo escolher qual dos dois merece o coração dela! E dos namorados de Rory o que eu gostava mais era realmente o Dean (apesar dos pesares) mas aí ele saiu da série né... Aliás se tem algo que me deixa triste é o final de Gilmore Girls. A série acabou meio que de repente, por quebras de contrato ou algo assim, e ficou um gostinho de quero mais.

6- The O.C. (2003)


Essa série apareceu na minha vida em um momento muito delicado então acabou sendo meu refúgio! No tempo em que eu estava em casa, estava assistindo The O.C. Eu fazia refeições assistindo The O.C. e cheguei a levar para um final de ano na praia os DVDs para poder assistir nas horas vagas! Fui muito apegada a essa história, gente!
Amava todo mundo: Ryan, Marissa, Summer, o casal Kristen e Sandy (nunca entendi porque ele tinha nome de mulher, Sandy é nome mulher gente), mas meu amor eterno fica para Seth Cohen! Que graça aquele menino atrapalhado, tímido e que foi se desenvolvendo tão bem na série.
As tramas eram tão boas, as enrrascadas em que Ryan se metia... mas a morte de Marissa acabou com a série né. Tenho tanta raiva de ator/atriz que decide sair da série em andamento, comprometendo toda a trama. Enfim...tivemos que encarar uma última temporada tão sem graa que merecia mesmo acabar.

To be continued...

segunda-feira, 30 de março de 2015

Top 10 de Melhores Séries - parte 1

Se tem um assunto que eu aprecio um bocado é o assunto Séries de TV. Posso passar horas falando sobre isso sem me cansar. Então decidi fazer uma lista (amo listas) com o Top 10 das melhores séries na minha humilde opinião. Porém para falar de todas elas em apenas um post ficaria uma coisa extremamente grande, então decidi fazer isso em alguns posts. E devo avisar que vocês encontrarão alguns spoliers amigos no caminho, mas nada que deva preocupar.
A lista está em ordem cronológica! Divirtam-se!

1- Barrados no Baile (1990-2000)


O nome original da série é Beverly Hills 90210, mas para mim é Barrados no Baile que é como a série ficou conhecida no Brasil quando começou a passar nas tardes da Globo! Foi a primeira série que eu tive contato, eu estava no colégio e todas as minhas amigas assistiam também. A gente passava o “recreio” todo falando sobre Barrados, era muito gostoso. Para quem não conhece, era uma série adolescente, sobre um grupo de amigos ricos que estudava junto...esse tipo de coisa. Meus personagens mais queridos eram os irmãos Brandon (Jason Priestley) e Brenda (Shannen Doherty). Não acompanhei a série inteira, primeiro porque depois da saída de Brenda (na 4ª temporada) a história mudou completamente e os novos personagens não tinham tanto carisma assim, e segundo porque a Globo parou de passar e eu não tinha TV a cabo nessa época. Mas mesmo assim foi uma série que marcou minha vida por ser a primeira que assisti e por me lembrar uma fase muito boa da minha infância-adolescência, quando eu ainda morava em Limeira!

2- Melrose Place (1992-1999)


Melrose Place era uma série muito interessante, focada num público mais adulto. A trama era sobre os moradores de um condomínio chamado Melrose que se envolviam das mais variadas formas. Tinha namoro, morte, sexo, traição, e tudo mais que uma boa série pode apresentar. Começou a passar na Globo, depois na Band e, depois que eu adquiri TV a cabo, assistia na Fox (se não me engano).
Os personagens eram muito intensos, de forma que todos acabavam se envolvendo em alguma coisa estranha. Não tinha um mocinho bem definido, todo mundo tinha alguma falha de caráter! Meus personagens preferidos eram o casal Billy Campbell (Andrew Shue) e Alison Parker (Courtney Thorne-Smith). No começo eles eram tão fofinhos mas depois a Alison virou alcoólatra e as coisas se complicaram para eles. A bitch maior da série era Amanda Woodward (Heather Locklear, lembram dela? É a ex-mulher do Sambora do Bon Jovi!). Dava vontade de matar a moça de tão maquiavélica que ela era! A série teve mil reviravoltas e eu nunca soube como foi seu final. Eu assisti umas 5 temporadas (acho) e não cheguei a ir até o fim. Mas era uma série incrível, uma história muito boa.

3- E.R. (1994-2009)


Eu simplesmente amo essa série! Amo tanto que estou revendo-a! É minha série médica preferida. E confesso que relutei até me convencer a assistir Grey’s Anatomy, porque eu amava tanto E.R. que tive medo de odiar Grey’s por fazer comparação. Isso não ocorreu (teremos um tópico para falar de Grey’s) mas devo alertar que Shonda tirou várias idéias de E.R. (o que eu acho super válido) como por exemplo final de temporada envolvendo tiroteio dentro do hospital, médico descobrindo tumor, médica se descobrindo lésbica, entre outras coisas.
Engraçado é que essa foi a série que revelou George Clooney ao mundo, mas eu só comecei a assistir depois que ele saiu, a partir da sexta temporada! Meus personagens preferidos começaram a aparecer aí: o casal Luka Kovac (Goran Visnjic) e Abby Lockhart (Maura Tierney). A sexta temporada também foi a úlitma da enfermeira Carol Hathaway (a Good Wife de hoje em dia, Julianna Margulies).
A grande diferença entre E.R. e Grey’s é que a primeira se passa quase inteira na Emergência de um hospital público, e a segunda é mais focada no trabalho dos cirurgiões. Mas os dramas são bem parecidos.
A maioria dos personagens de E.R. é apaixonante, cada um com sua história, seu drama pessoal, e obviamente que, com 15 anos de série, muitos deles foram ficando pelo caminho. Mas alguns foram marcantes e deixaram muitas saudades, como é o caso de Dr. Mark Greene (Anthony Edwards). Acho que nunca chorei tanto vendo um episódio como chorei com a morte dele. Além de ter sido um episódio impecável, ainda rolou Somowhere over the Rainbow que é uma música que me faz chorar sempre. Um primor!
A série foi excelente durante os 15 anos em que esteve no ar, prova disso é que ela teve 123 indicações ao Emmy, ganhando 22 prémios,  mas acho que acabou na hora certa, apesar de ter deixado muita saudade.

To be continued...